10%

1713: DOM JOÃO V E UM PORTUGAL AUSTRÍACO CONTRA UMA ESPANHA FRANCESA

No ano de 1713 termina aquilo a que se poderia chamar, subvertendo um pouco a nomenclatura oficial, a primeira guerra mundial europeia. Conhecida como a Guerra da Sucessão Espanhola, opôs a França de Luís XIV, juntamente com os pretendentes ao trono de Espanha da sua dinastia Bourbon, de um lado, a todas as outras potências europeias, nada interessadas no nascimento de um colosso franco-espanhol hegemónico: a Inglaterra, a Áustria, a Holanda e, depois de algumas hesitações, Portugal. Esta guerra acabou com as negociações da Paz de Utrecht, onde os diplomatas portugueses puderam participar em pé de igualdade com os das outras potências europeias, e onde o monarca espanhol foi forçado a reconhecer o rei de Portugal como um seu par — um feito reconfortante, apenas uma geração depois de ter acabado a Guerra da Restauração. A Europa de Utrecht é, assim, ainda a Europa de Luís XIV e de Dom João V, ainda a de Versalhes e já a de Mafra, mas sobretudo a Europa onde começa a despontar o século a que se chamará das Luzes. Neste volume, André Canhoto Costa dá-nos uma visão panorâmica deste ano de 1713 em Portugal, na Europa e no mundo.

André Canhoto Costa

André Canhoto Costa nasceu em 1978, em Oeiras. Após frequentar a es­cola secundária local, com a sua confortável biblioteca, estudou História na Universidade de Évora e na Universidade Nova de Lisboa, onde defendeu a tese de mestrado Os secretários e o Estado do rei, luta de corte e poder político, séculos XVI e XVII, em 2008. Em 2013, doutorou‑se em História Económi­ca no ISEG, Universidade de Lisboa, com a tese Sistemas fiscais e o império: o caso do ouro do Brasil (17251777). Foi bolseiro de investigação no Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Lisboa, e no CEPESE – Centro de Estu­dos da População, Economia e Sociedade, no Porto. Publicou os livros Perso­nagens malditas da história e Os quatro cantos do império (ficção), pela Saída de Emergência, além de Os vícios dos escritores e As cinco grandes revoluções da história de Portugal, pela Desassossego. É autor da rubrica «Portugueses com história», na RDP internacional. Gosta de futebol e de livros.