1974: PORTUGAL, UMA RETROSPECTIVA - Tinta da China
10%

1974: A REVOLUÇÃO DEMOCRÁTICA, O FIM DO CICLO IMPERIAL E A EUROPEÍZAÇÃO

O Portugal que se autocelebrou democrático e europeu em 1998, conforme descrito no anterior volume desta colecção, tem as suas raízes nos anos de 1974 e 1975, aqui narrados e analisados em toda a sua profusão de acontecimentos e de sentidos. Ainda que não soubessem como é que a história iria «acabar», os sujeitos históricos do Portugal de 1974 (e 1975) sabiam que se estavam a encerrar um ciclo ditatorial que tinha durado mais de 40 anos e um ciclo imperial que durara mais de 400. A iniciação do ciclo democrático era um destino que todos tinham bem presente. Neste volume, o período revolucionário e os seus actores são as personagens centrais de uma história que, afinal, não é simplesmente a de um período «louco» de transição entre ciclos.

Luís Trindade

Luís Trindade nasceu em Lisboa, em 1971. É investigador do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa, onde deu aulas de História Cultural Contemporânea e de Teoria da História. Tem-se dedicado às relações entre literatura e política no século XX e à história da cultura de massas. Concluiu em 2006 a tese de doutoramento O Estranho Caso do Nacionalismo Português. O Salazarismo entre a Literatura e a Política. Publicou O Espírito do Diabo. Discursos e Posições Intelectuais no Semanário O Diabo, 1934-1940 (Campo das Letras, 2004) e O Terceiro Português – Fotobiografia de António Silva (Círculo de Leitores, 2002), além de vários artigos. É professor no Departamento de Estudos Espanhóis, Portugueses e Latino-Americanos do Birkbeck College, Universidade de Londres.

Ricardo Noronha

Ricardo Noronha é doutorado em História pela Universidade Nova de Lisboa e investigador do Instituto de História Contemporânea (NO VA FCSH ). Entre os seus tópicos de investigação encontram‑se a conflituosidade social, o pensamento crítico e as transformações da economia política durante a segunda metade do século XX. É autor de «A banca ao serviço do povo»: política e economia durante o PREC (1974‑75) e co‑coordenador de Greves e conflitos sociais em Portugal no século XX.