AGORA E NA HORA DA NOSSA MORTE (bolso) - Tinta da China
30%

«Quando soube que não sobreviveria à doença e que não poderia continuar a caminhar no vasto campo em frente de sua casa, o caçador que gostava de flores pediu misericórdia, que o matassem depressa, por favor. Morreu numa cama sem dizer últimas palavras de significado e nesse dia nasceu no quintal um cachorro que nunca viria a ser cão de caça; foi então levado para um caixão e velado no centro da sua sala, os pássaros empalhados com as asas abertas olhando‑o de cima do armário. Na varanda, com vista para a terra que tinha sido a sua maior alegria e que supunha ir gozar em pleno na velhice, tinha o vaso preferido que deu ainda flor na Primavera após a sua morte.»

Susana Moreira Marques viajou até às aldeias de Trás-os-Montes para encontrar pessoas com pouco tempo de vida, familiares em vigília e o vazio deixado pelos que morrem. Numa paisagem marcada por grandes distâncias, onde Portugal acaba e é esquecido, num tempo de fim e perante a nossa mortalidade, começamos a perceber o que é importante.

«Um livro de estreia como só os grandes escritores são capazes.»
— Isabel Lucas, Público

«Acontecimento raríssimo: um livro capaz de criar a sua própria forma, inventando de caminho um novo género literário.»
— José Mário Silva, Expresso

Susana Moreira Marques

Susana Moreira Marques nasceu no Porto, em 1976, e actualmente vive em Lisboa, onde trabalha como escritora e jornalista freelancer.
Entre 2005 e 2010 viveu em Londres, onde foi correspondente do jornal Público e trabalhou na BBC World Service. O seu trabalho tem aparecido no Jornal de NegóciosLERGranta, entre outras publicações nacionais e internacionais, e recebeu vários prémios.
O seu primeiro livro, Agora e na Hora da Nossa Morte, foi lançado em Portugal pela Tinta-da-china, e está publicado no Reino Unido e nos Estados Unidos pela editora And Other Stories.