20%

A VIDA SÃO DOIS DIAS, O CARNAVAL SÃO TRÊS, MAS A «CIDADE MARAVILHOSA» É PARA SEMPRE
O Rio de Janeiro junta-se à colecção de viagens de Carlos Vaz Marques

«Aos olhos estrangeiros, em quinhentos anos de história, o Rio foi, sucessivamente, o Éden sonhado pelos utópicos; a malograda França Antártica; um porto de piratas e corsários; um entreposto de ouro e escravos; a capital de um império europeu; uma corte de opereta; a Cidade Maravilhosa; a terra do Carnaval; e, sempre, mesmo que em surdina, uma espécie de Meca do sexo. Sustentou também a tradição de receber amistosamente e dar abrigo a quem quer que viesse para cá: guerreiros, missionários, vítimas de perseguições raciais, refugiados políticos, renegados religiosos, imigrantes de toda parte e até foragidos da lei. O Rio recebe todo mundo sem fazer perguntas. A cidade é uma permanente promessa de sol, bom humor e liberdade de movimentos. E, exceto por uma ocasional chuva, uma derrota do Flamengo (que faz a alegria de metade da cidade) e um ou outro fudevu localizado, nunca deixa de entregar o que promete.»
— Ruy Castro

Ruy Castro

Ruy Castro nasceu em Minas Gerais, no Brasil, em 1948. Jornalista, biógrafo e escritor, começou como repórter, no Rio de Janeiro, em 1967, e passou por todos os grandes órgãos da imprensa carioca e paulistana. A partir de 1990, dedicou-se em exclusivo aos livros.
É autor das aclamadas biografias de Nelson Rodrigues, Carmen Miranda e Garrincha, de livros de reconstituição histórica, ficção, humor e ensaios, e, mais recentemente, de A Noite do Meu Bem: A História e as Histórias do Samba-Canção. O clássico Chega de Saudade: A História e as Histórias da Bossa Nova, de 1990, foi publicado em Portugal pela Tinta-da-china em 2016, assim como Carnaval no Fogo (Colecção de Literatura de Viagens, 2017).
Editou e prefaciou várias colectâneas de textos de Nelson Rodrigues. Autor multipremiado, os livros de Ruy Castro estão traduzidos e publicados em vários países: EUA, Inglaterra, Alemanha, Japão, Espanha, Itália, Polónia, Rússia e Turquia.
É cidadão benemérito do Rio de Janeiro.