FOI VOCÊ QUE PEDIU UMA HISTÓRIA DA PUBLICIDADE? - Tinta da China
30%

Um álbum com 170 imagens dos anúncios mais emblemáticos que circularam em Portugal no século XX.

«É impossível ter uma ideia de quantos anúncios foram feitos na história da publicidade. Podemos até experimentar alguns critérios de selecção: circunscrever a análise no tempo (reduzindo-a ao século XX), no espaço (limitando-a a Portugal) e no suporte (não indo além das publicações periódicas). O material disponível permanece infindável. Vivemos rodeados de anúncios, mas a sua omnipresença é tal que deixámos de reparar neles.
Este livro procura chamar a atenção para alguns desses anúncios e arrumá-los numa narrativa, que é a do século XX, num contexto, que é o da sociedade portuguesa, e num género, que é o da publicidade jornalística. ‘Chamar a atenção’ quer dizer convidar o leitor a olhá-los de novo, a relacioná-los com outros anúncios, com as suas memórias pessoais e com a memória histórica da sua sociedade.
A publicidade pode assim dar-nos uma perspectiva privilegiada sobre a evolução do gosto e dos valores, o jogo inconstante do que muda e do que permanece, as relações entre a identidade nacional e as imagens do estrangeiro. O que a torna tão interessante é precisamente essa sua capacidade de misturar aquilo que costuma andar separado. Aqui, é possível reunir nas mesmas páginas margarinas e automóveis, homens poderosos e donas de casa, o tradicional e conservador ao lado do arrojado e sofisticado.
Em princípio, não há limites para o estudo da publicidade. Esta leitura procura acompanhar os modos como os próprios anúncios invadiram o quotidiano e entraram em todos os espaços e momentos da existência humana. Foi Você Que Pediu Uma História da Publicidade? é, assim, o resultado de escolhas difíceis. Muitos anúncios ficaram por mostrar e temas por tratar. O que fica, espera-se, conta ainda coisas que normalmente não podemos ler em livros de história. Sobre o século passado, sobre Portugal, mas também, e fundamentalmente, sobre cada um de nós.»
— Luís Trindade

Luís Trindade

Luís Trindade nasceu em Lisboa, em 1971. É investigador do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa, onde deu aulas de História Cultural Contemporânea e de Teoria da História. Tem-se dedicado às relações entre literatura e política no século XX e à história da cultura de massas. Concluiu em 2006 a tese de doutoramento O Estranho Caso do Nacionalismo Português. O Salazarismo entre a Literatura e a Política. Publicou O Espírito do Diabo. Discursos e Posições Intelectuais no Semanário O Diabo, 1934-1940 (Campo das Letras, 2004) e O Terceiro Português – Fotobiografia de António Silva (Círculo de Leitores, 2002), além de vários artigos. É professor no Departamento de Estudos Espanhóis, Portugueses e Latino-Americanos do Birkbeck College, Universidade de Londres.