Textos de: Elisabete Azevedo-Harman | Luís Nobre | Mamadou Diawara | Margarida Chagas Lopes | Néstor García Canclini | Ralph A. Austen | Ruth Simbao | Victor Borges | Yudhishtir Raj Isar

«Só um grande sobressalto das lideranças políticas e empresariais, da sociedade civil, dos cidadãos considerados individualmente e da comunidade internacional poderá fazer despistar as tendências negativas carregadas pelas vicissitudes e inércias do passado, pelos descaminhos e omissões do presente e por posturas meramente contemplativas do futuro. […] Uma perspectiva de encarar e antecipar o futuro consiste em capacitar as pessoas para a gestão do desconhecido. […] Tendo capacidades para a boa gestão do presente, estaremos, indiretamente, a criar ou a influenciar o futuro. Ou preparados para gerir o imprevisto. E voltamos assim ao tema da educação / formação como estratégia indispensável para o domínio dos processos e dos recursos, incluindo o tempo.»
— Victor Borges

Próximo Futuro foi um Programa Gulbenkian de Cultura Contemporânea (2009-2015), com objetivos muito próprios: refletir sobre o que é hoje a contemporaneidade e como ela se expressa e atua na representação da produção artística e cultural; contribuir para a redefinição das identidades, dos novos fluxos, quer de mercado, quer de pessoas, e das novas centralidades. O seu enfoque, ainda que não exclusivo, situa-se na relação entre a produção e a criação contemporâneas em cidades de África, da Europa, da América Latina e das Caraíbas.
Foi neste contexto que tiveram lugar as Grandes Lições, agora editadas e reunidas em dois volumes. Entre os seus autores, contam-se economistas, historiadores, políticos, poetas, sociólogos, artistas…, todos contribuindo «analisar aquilo que fazemos quando pensamos na evolução do mundo e no papel que nele desempenhamos».