LÔÁ PERDIDA NO PARAÍSO - Tinta da China
30%

2.º volume de A BÍBLIA DE LÔÁ

Lôá é uma menina-deus. Tudo aconteceu mais ou menos assim: Um dia Lôá pôs-se a desenhar. Criou um mundo que lhe pareceu tão belo e tão bom que quis entrar nele. Desde então, vive perdida nesse mundo.

«Lôá e Élô estão deitados num chão de terra. Élô está voltado para o céu, tapando os olhos com as mãos. Virada de barriga para baixo, Lôá desenha numa das páginas do orviL, que tem aberto à sua frente.
– Já posso ver? – pergunta Élô, impaciente.
– Não, ainda não – responde Lôá, continuando a desenhar.
Élô tenta espreitar, mas Lôá repreende-o.
– Tens de esperar que eu acabe. Já falta pouco.
Lôá rabisca mais uns traços e dá o desenho por terminado.
– Pronto, já podes ver.
Élô volta-se num pulo.»

Dulce Maria Cardoso

Dulce Maria Cardoso nasceu em Trás-os-Montes, em 1964. Publicou os romances Eliete (2018), O Retorno (2011, Prémio Especial da Crítica; Livro do Ano dos jornais Público e Expresso), O Chão dos Pardais (2009, Prémio PEN Clube Português e Prémio Ciranda), Os Meus Sentimentos (2005, Prémio da União Europeia para a Literatura) e Campo de Sangue (2001, Prémio Acontece; escrito na sequência da atribuição de uma Bolsa de Criação Literária pelo Ministério da Cultura português). Os seus livros estão traduzidos em várias línguas e publicados em mais de duas dezenas de países. A tradução inglesa de O Retorno recebeu, em 2016, o English PEN Translate Award.
A antologia Tudo São Histórias de Amor (2013) reúne grande parte dos contos publicados em revistas e jornais. Alguns destes textos integram antologias estrangeiras, e o conto Anjos por dentro foi escolhido para a antologia Best European Fiction 2012, publicado pela prestigiada Dalkey Archive Press. Publicou ainda o livro Rosas (2017) e as histórias infanto-juvenis de Lôá, a menina-Deus (2014).
A obra de Dulce Maria Cardoso é estudada em universidades de vários países e tem sido objecto de adaptações ao cinema e ao teatro.
Em 2012, recebeu do Estado francês a condecoração de Cavaleira da Ordem das Artes e Letras.

Vera Tavares

Vera Tavares nasceu em Lisboa, em 1972. É licenciada em História de Arte pela Universidade Nova de Lisboa e frequentou os cursos de Desenho e de Ilustração do Ar.Co. Foi directora de arte na agência de publicidade CP Proximity.
É directora de arte na Tinta-da-china desde 2006. Curupira Pirapora é o seu primeiro livro infantil.