MIXÓRDIA DE TEMÁTICAS - Tinta da China
10%

Uma obra que aborda o tema do ensacamento de produtos com coragem e desassombro.

«Pedro: Há quem diga que é a história mais triste que alguma vez foi contada. Joaquim Lobato, que história é esta?
Eu: É a história da minha vida. Eu fui trocado à nascença.
Vanda: E quando é que os seus pais se aperceberam de que tinha havido troca de bebés?
Eu: Não foi de bebés. Eu fui trocado à nascença por um leitão.
Vanda: Como é que isso é possível?
Eu: Porque a nossa porca teve porcos. E a minha mãe estava a tratar dos porcos da porca, quando eu nasci. Gera-se confusão, e tal, e naquela barafunda fui trocado por um leitão. A minha mãe diz que éramos os dois cor-de-rosa, de maneiras que não se percebia bem qual era qual.
Nuno: E os seus pais não repararam logo que tinham levado um porco?
Eu: Não, porque quem é pai ama o filho, não é? Quantas vezes a gente vê uma mãe a dizer que o filho é lindo e o miúdo parece um leitão? E a minha mãe era a mesma coisa. Os meus pais trataram o porco como se fosse um filho. Batiam‑lhe, chamavam-lhe nomes, era como se fosse um filho, sem tirar nem pôr. […]»

Este livro é uma antologia dos guiões da terceira série da rubrica Mixórdia de Temáticas, da Rádio Comercial. O autor agradece a Pedro Ribeiro, Vanda Miranda, Vasco Palmeirim e Nuno Markl pela paciência e pelas magníficas interpretações.

Ricardo Araújo Pereira

Ricardo Araújo Pereira (Lisboa, 1974) é licenciado em Comunicação Social pela Universidade Católica, e começou a sua carreira como jornalista no Jornal de Letras. É guionista desde 1998. Em 2003, com Miguel Góis, Zé Diogo Quintela e Tiago Dores, formou o Gato Fedorento. Escreve semanalmente na Visão (Portugal) e na Folha de S. Paulo (Brasil) e é um dos elementos do Governo Sombra (TSF/TVI24). É co‑autor e apresentador de Gente Que Não Sabe Estar (TVI).
Com a Tinta‑da‑china, publicou seis livros de crónicas — entre os quais, Novas Crónicas da Boca do Inferno (Grande Prémio de Crónica APE 2009), Reaccionário com Dois Cês (2017) e Estar Vivo Aleija (2018) —, além de três volumes de Mixórdia de Temáticas e um ensaio: A Doença, o Sofrimento e a Morte Entram num Bar (2016, também publicado no Brasil). No Brasil está ainda publicada a colectânea de crónicas Se não entenderes eu conto de novo, pá (Tinta‑da‑china, 2012).
Coordena a colecção de Literatura de Humor da Tinta‑da‑china, que inclui livros de Charles Dickens, Denis Diderot, Jaroslav Hašek, Ivan Gontcharov, Robert Benchley, S.J. Perelman, George Grossmith, José Sesinando e, mais recentemente, Mark Twain.
É o sócio n.º 12 049 do Sport Lisboa e Benfica.