10%

A história dos amigos Toupeira e Rato d’Água é um clássico da literatura. Uma alegoria da vida num mundo intemporal, onde a amizade, os contrastes sociais e as idiossincrasias das personagens se articulam numa sucessão de irresistíveis aventuras.

«Podemos discutir acerca dos méritos da maior parte dos livros e, na discussão, compreender o ponto de vista do interlocutor. Podemos até chegar à conclusão de que, afinal, ele tinha razão. Mas não podemos discutir acerca de O Vento nos Salgueiros. O rapaz apaixonado oferece-o à namorada e, se ela não gostar, pede-lhe que devolva as cartas de amor que lhe escreveu. O velho experimenta-o no seu sobrinho, e altera o testamento em conformidade. Este livro é um teste de carácter. Não podemos criticá-lo, porque ele nos está a criticar a nós. […] Devo, no entanto, aconselhar o leitor: quando pegar neste volume, não tenha a presunção de julgar o meu gosto literário ou a mestria de Kenneth Grahame. Quando iniciar a leitura, estará apenas a julgar-se a si próprio. Poderá merecê-lo, não sei. Sei, isso sim, que é o leitor que estará a ser julgado.»
— A.A. Milne

Kenneth Grahame

Kenneth Grahame nasceu na cidade de Edimburgo, na Escócia, em 1859. Quando tinha quatro anos de idade, mudou-se com a família para uma vila costeira, Inverary. Segundo as suas próprias palavras, a sua vida e a nova casa faziam-no sentir-se feliz e seguro. No entanto, um ano depois, tudo mudaria: morreria a mãe e o pai deixá-lo-ia, juntamente com os seus três irmãos, a cargo da avó materna, que os educaria num lugar idílico, à beira do rio Tamisa, no sul de Inglaterra.
Grahame não pôde concretizar o seu desejo de estudar na Universidade de Oxford. Em vez disso, tornou-se funcionário do Banco de Inglaterra, conciliando a profissão com a actividade que mais lhe interessava: a escrita. As suas histórias foram publicadas em vários periódicos e o seu nome conquistou a fama através das obras The Golden AgeDream Days e, definitivamente, O Vento nos Salgueiros, publicado pela primeira vez em 1908. Grahame faleceu em Julho de 1932.