20%

Autora multipremiada, Tatiana Salem Levy foi considerada pelo The Independent como um dos melhores escritores brasileiros de sempre.

Eleita pela Granta como uma das mais promissoras vozes brasileiras da literatura contemporânea.

«João Felipe Albuquerque Junqueira retornou a casa quatro dias após o meu enterro. Por volta das seis, ele se sentou à mesa, perfumado, na companhia de sua esposa. Quem surgiu para servir o vinho foi Laura, e João Felipe estranhou a minha ausência, perguntou por mim à outra mucama, que permaneceu calada. Quando Laura chegou com os pratos já servidos, ele se indignou contra aquele disparate, comer sopa em pleno verão. Fingindo não ter ouvido o comentário, Mariana levou a colher à boca antes de o incitar a fazer o mesmo, alegando que aquela sopa tinha sido cozida especialmente para ele, com ingredientes que o ajudariam a recuperar a força, depois de tão longa viagem. Vencido pelo cansaço, João Felipe levou um susto assim que ergueu a colher, com um enorme pedaço de carne. Observou-o com minúcia e percebeu que se tratava de uma língua.»

Tatiana Salem Levy

Tatiana Salem Levy nasceu em 1979. É escritora, tradutora e doutora em Letras pela PUC-Rio.
Publicou o ensaio A experiência do fora: Blanchot, Foucault e Deleuze. O seu romance A Chave de Casa foi o vencedor do Prémio São Paulo de Literatura 2008, na categoria Melhor Livro de Autor Estreante, e finalista dos prémios Jabuti e Zaffari & Bourbon. Está publicado no Brasil, em Portugal, França, Espanha, Itália e Turquia. O segundo romance, Dois Rios, foi finalista dos prémios PT e São Paulo de Literatura 2012, estando publicado em Portugal, no Brasil e em Itália.
Publicou dois livros infantis, Curupira Pirapora (Prémio FNLIJ) e Tanto Mar (Prémio ABL). O seu mais recente romance, Paraíso, foi publicado no Brasil em 2014.
Tatiana Salem Levy está entre os 20 melhores novos escritores brasileiros escolhidos pela prestigiada revista literária Granta.