PENSAMENTO BRANCO - Tinta da China
10%


O que significa ser branco?
Para além da cor da pele, será que existe uma «maneira branca» de pensar?
Se sim, como é que surgiu? E porquê?

«Este livro conta a história do pensamento branco, da sua origem e do seu funcionamento, da forma como cria divisões e se espalhou pelo mundo até se tornar universal, ao ponto de contaminar o próprio ar que respiramos. O pensamento branco é, há séculos, uma norma, uma fossilização de hierarquias, de esquemas de dominação, de hábitos que nos são impostos. Diz aos brancos e aos não-brancos o que devem ser, qual o lugar que ocupam. Tal como o longo domínio dos homens sobre as mulheres, o pensamento branco está profundamente enraizado nas nossas mentalidades e manifesta-se quotidianamente. É fundamental que o questionemos se queremos avançar para outro paradigma.
Não se trata de culpabilizar ou de acusar, mas sim de compreender os mecanismos do pensamento branco, de estarmos conscientes e construirmos novas formas de solidariedade. Não estará na hora de alargarmos os nossos pontos de vista para nos considerarmos todos, finalmente, seres humanos?»
– Lilian Thuram

 

Lilian Thuram

Lilian Thuram nasceu na ilha de Guadalupe, em 1972. Em 2008, criou a Fondation Lilian Thuram – Éducation contre le racisme. É autor de vários livros, nomeadamente As Minhas Estrelas Negras (Tinta-da-china, 2013), vencedor do Prémio Seligmann contra o Racismo. Em 2014, recebeu o prémio de ética da Fondation Kéba-Mbaye (Senegal). Detém o título de doutor honoris causa pelas universidades de Estocolmo (Suécia) e de Stirling (Escócia). Jogador de futebol com amplo reconhecimento internacional, foi campeão do mundo em 1998, campeão da Europa em 2000 e vice‑campeão do mundo em 2006 em representação da selecção nacional francesa, tendo ainda conquistado vários títulos ao serviço de diferentes clubes.